Horta vertical

Cozinhar com temperos fresquinhos colhidos na hora e servir a entrada do jantar com uma salada tirada do pé: tudo isso sem sair de casa, em plena área urbana. O truque aqui é muito barato e pode ser feito em qualquer lugar, basta uma parede ociosa e um pouco de sol. Quem ensina o passo-a-passo para criar a horta vertical é a engenheira agrônoma Liana Machado Gama, da Associação Reciclázaro. “A vantagem de plantar dentro de casa é saber exatamente o que tem ali, consumir um alimento livre de agrotóxicos e ainda desenvolver uma relação direta com a terra”, afirma.

Você vai precisar de:
– Jardineira (aqui usamos 3, mas você pode escolher quantas quiser colocar em sua parede)
– suporte para jardineira (na mesma quantidade de jardineiras)
– Terra preta
– Palha seca
– argila expandida
– mudinhas de sua preferência
– pá, chave de fenda, furadeira, parafusos e buchas.

Para plantar temperos, como usamos aqui, podem ser usadas jardineiras com a partir de 10 cm de altura. Se você deseja plantar hortaliças, escolha jardineiras mais altas, com 20 a 30 cm de altura.

Forre a jardineira com uma camada de aproximadamente um dedo de argila expandida. Esse material serve para reter a umidade e ajuda na drenagem do vaso.

Coloque a terra preta até a metade do vaso. As terras mais escuras geralmente têm mais material orgânico, o que significa mais nutrientes para a planta. O húmus de minhoca também é uma boa opção para o plantio.

Plante as mudinhas. Retire-as dos vasinhos ou saquinhos originais, mantendo a terra em volta da raiz. Você pode plantar diferentes espécies no mesmo vaso, desde que tenham mais ou menos o mesmo porte. Aqui escolhemos uma muda de salsinha e duas de cebolinha.

Coloque mais terra, até que as raízes das mudas fiquem completamente cobertas.

Complete o vaso com uma camada de palha ou grama seca. Ao se decompor, este material vira matéria orgânica e oferece nutrientes para as plantas. Além disso, ajuda a reter a umidade da terra.

Escolha a parede da casa que irá receber a horta. O ideal, para temperos e hortaliças, é um local em que haja sol por pelo menos 4 horas por dia. Como as jardineiras são soltas, você pode levá-las para tomar sol em um local mais adequado (como uma varanda, por exemplo) durante o dia, e depois recolocá-las na parede. Há espécies de plantas que não necessitam de sol direto, como é o caso da maria-sem-vergonha, a violeta, o beijo de frade, que também podem ser plantadas seguindo os mesmo passos, compondo um jardim vertical.

Para fixar o suporte da jardineira, faça dois furos paralelos na parede (siga a distância entre as hastes do suporte). Coloque as buchas, posicione o suporte e fixe os parafusos com a ajuda da chave de fenda.

Pronto, sua horta está completa. Logo após o plantio, é comum que as mudas murchem um pouco, pois sofrem com o processo de transposição. Mas não se preocupe, basta regá-las bem e aguardar alguns dias até que estejam fortes novamente.

Pronto, sua horta está completa. Logo após o plantio, é comum que as mudas murchem um pouco, pois sofrem com o processo de transposição. Mas não se preocupe, basta regá-las bem e aguardar alguns dias até que estejam fortes novamente.

Em vez de jardineiras prontas, por que não usar materiais reciclados para compor o jardim vertical? Uma dica da Associação Reciclázaro é reutilizar as garrafas PET como vasinhos: basta fazer um recorte no plástico e seguir os mesmos passos de plantio. Este painel é composto de bambu e suportes de madeira.

Fotnte: Casa.com.br

Quero tudo, e quero agora.👑⚡ Fazendo amor, política e festa em @amoravc_ 💜 Transformando código em poesia na @outsiders.black 👩🏾‍💻

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

TOPO

amora é uma multiplataforma online por e para sapatão: as les, as bi, as cis e trans/nb. Um lugar seguro e saudável pra todes nós.