O PAEMH Project (Projeto de Assistência e  Supervisão a Homossexuais e Minorias – sigla em francês) é uma iniciativa para apoiar organizações LGBT financiadas pela União Europeia e tem produzido uma série de cinco vídeos sobre a situação dos homossexuais no Camarões, África. O terceiro vídeo da série , conta a história de Esther, uma mulher de 29 anos, perseguida pela polícia, apedrejada por seus vizinhos e presa por uma justiça(que a mistura com pedófilos em suas leis) por ser lésbica. Esther vive em Camarões, mas não pode retornar à sua pequena aldeia com a mãe e a filha.

Em Camarões, como em grande parte da África ocidental e central, ser outra coisa que heterossexual vai contra a lei. Também é socialmente inaceitável. Os ataques de para-militares contra pessoas que são – ou que se acredita que sejam– gays ou lésbicas, por exemplo, são frequentes. Mas, apesar destes riscos, está crescendo uma valorosa oposição à visão supostamente “tradicional” da orientação sexual.

Assista ao vídeo abaixo.

Quero tudo, e quero agora.👑⚡ Fazendo amor, política e festa em @amoravc_ 💜 Transformando código em poesia na @outsiders.black 👩🏾‍💻

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO

amora é uma multiplataforma online por e para sapatão: as les, as bi, as cis e trans/nb. Um lugar seguro e saudável pra todes nós.