A astrologia pode te ajudar a lidar com os desafios da vida amorosa?

Como a astrologia pode te ajudar a lidar com os desafios da vida amorosa?

Todas – ou a grande maioria de vocês – já devem ter ouvido falar sobre ‘compatibilidade amorosa’.

A Astrologia funciona (sim!) como uma ferramenta que te auxilia a (re)conhecer, entender e lidar com a vida amorosa; e com a vida, de um modo geral. Mas, vamos focar aqui naquilo que, talvez seja um dos maiores interesses humanos: relacionamento amoroso. “Nossos signos combinam? Ela é minha alma gêmea? Nós somos compatíveis?”

Em primeiro lugar, é necessário dizer que a Astrologia lida com o simbolismo da representatividade Universal. Mas o que é isso? A astrologia é a ciência que investiga a influência e a ação dos corpos celestes sobre nós, seres humanos (e sobre todos os seres vivos do planeta), e a nossa reação com base nessa influência.

É comum recorrermos ao mapa astrológico em busca de orientação para determinados assuntos e, para isso, teremos determinados pontos de partida na interpretação. Então, agrupar valores astrológicos para fazer de um assunto corresponde a uma técnica de interpretação de um setor.

Então, se quisermos saber nossas próprias características amorosas e emocionais, que tipo de pessoa mais nos atrai, o que pode nos complementar na construção de um relacionamento afetivo duradouro ou quais desafios amorosos podemos ter durante a vida (e, o mais importante: como superá-los), precisamos ‘olhar’ para alguns planetas, casas e aspectos específicos do que chamamos Dimensão Amorosa.

Assim, para analisarmos a Dimensão Amorosa de uma pessoa, podemos analisar:

O signo e aspectos de Vênus – encontros, parcerias, libido, desejos
O signo e aspectos da Lua – instintos, pulsões, base onde reagimos e nos nutrimos emocionalmente
O signo que se encontra na Casa 7 – área dos relacionamentos afetivos, com que bases construímos as nossas relações, experiência do encontro, à arte de relacionar-se
O signo que se encontra na Casa 5 – nos estimula a vivermos nossas paixões, nossos desejos, nossos prazeres
O signo que se encontra na Casa 4 – vida familiar, constituir família
Planetas ou pontos no Signo de Libra – indica como lidamos com nossos encontros

Casais também podem se beneficiar de outras duas ferramentas astrológicas bastante direcionadas:

1. Sinastria Amorosa

Compara os Mapas Astrais de duas pessoas, apontando as afinidades mais marcantes e os desafios a serem trabalhados para fortalecer as suas relações.

A Sinastria Amorosa fornece informações valiosas que permitem que você se conheça melhor e também conheça melhor a pessoa com quem está se relacionando ou quer se relacionar. É uma técnica que consiste na sobreposição dos dois mapas e indica em que áreas vocês combinam e em que áreas vão precisar tomar cuidado ou fazer os ajustes necessários para uma convivência harmônica e prazerosa.
A Sinastria descreve a química existente entre duas pessoas em termos de como estas se afetam uma à outra.

2. Mapa Composto

Diferente da Sinastria, o Mapa Composto não descreve o que cada pessoa sente em relação à outra, mas sim como e o que ambas apresentam enquanto casal, ou seja, o Mapa Composto é o Mapa do Casal. Ver a ligação das duas pessoas como uma só, imaginando que dois mapas se juntam para criar um TERCEIRO MAPA.

Assim, seja para saber como é a sua própria Dimensão Amorosa; seja para entender quais os pontos fluidos/sintonia – para serem bem aproveitados – e quais os pontos de conflito/obstáculos – para serem trabalhados e superados – entre você e outra pessoa; a Astrologia disponibiliza métodos e ferramentas de autoconhecimento e melhor aproveitamento das dimensões da nossa vida para que, de uma forma ou outra, possamos melhor vivenciar o amor, seja o amor próprio, seja o amor por outra pessoa.

Conta pra gente! Você já se investigou neste lugar? Já usou a astrologia de alguma forma, para se conhecer ou tomar alguma decisão?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO

amora é uma multiplataforma online por e para sapatão: as les, as bi, as cis e trans/nb. Um lugar seguro e saudável pra todes nós.