85m² de espaço integrado

Em 85 m², planta livre desde o início.

O projeto da construtora para este apartamento, na capital paulista, podia abrigar até três quartos, mas havia a possibilidade de integrar alguns ambientes ainda durante a construção. Como desejavam uma distribuição personalizada, a arquiteta Carolina Zupirolli e seu marido, o advogado Sérgio Vieira, preferiram então manter fechados apenas dois quartos e os banheiros. O restante do imóvel ficou sem divisórias, e Carolina usou seus dotes profissionais para fazer a área render. “Ganhei espaço ao usar somente um guarda-roupa para separar nossa suíte da sala, que ganhou até um canto de trabalho”, conta.

revista-casa-claudia-abril-solucoes-apartamentos-pequenos-19

Restaram poucas paredes na área social para abrigar obras de arte e enfeites. Nesta, Carolina instalou uma canaleta estreita (10 cm de profundidade) para expor quadros e porta-retratos sem atrapalhar a passagem. 18. Erguida entre a sala e a cozinha, a bancada exibe acabamento de madeira teca, o que enobrece o visual. No local, fica o fogão. ´´Essa distribuição liberou o tampo da pia para acomodar eletrodomésticos´´, diz a arquiteta.

revista-casa-claudia-abril-solucoes-apartamentos-pequenos-20

 A arquiteta instalou o escritório no canto indicado originalmente pela construtora para ser a sala de jantar. Um armário multiúso na parede organiza o espaço: ele guarda livros, pastas suspensas e louças. 20. No dia a dia, a mesa de jantar recostada no sofá, feita na largura do estofado, deixa a circulação mais fluida e serve apenas ao casal. Se há mais convidados, basta afastá-la para abrigar outras pessoas.

revista-casa-claudia-abril-solucoes-apartamentos-pequenos-21

Objetos menos usados pelos moradores são guardados em baús, nos quais Sérgio mantinha seus equipamentos eletrônicos nos tempos de solteiro. Hoje, o tampo dos módulos também oferece abrigo para a aparelhagem da TV.

 

revista-casa-claudia-abril-solucoes-apartamentos-pequenos-22

22. Após as mudanças na planta, a arquiteta decidiu posicionar a cama sob a janela, de forma a conseguir uma circulação mais livre. A cabeceira do móvel coube exatamente na altura disponível. Enxoval da Blue Gardenia.

revista-casa-claudia-abril-solucoes-apartamentos-pequenos-17

23. No banheiro, a porta de correr com puxador cavado substituiu o modelo de abrir, que roubaria área de circulação. Sob a bancada de limestone, o gaveteiro baixo põe em ordem os itens de higiene e remédios.

revista-casa-claudia-abril-solucoes-apartamentos-pequenos-23

A área de 85 m² ficou bem distribuída e privilegia o estilo de vida do casal de moradores. Fechado por paredes, o segundo quarto do apartamento recebe eventuais hóspedes. Voltado para a sala, há um banheiro de uso social.

Fonte: Casa.com.br

Quero tudo, e quero agora.👑⚡ Fazendo amor, política e festa em @amoravc_ 💜 Transformando código em poesia na @outsiders.black 👩🏾‍💻

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO

amora é uma multiplataforma online por e para sapatão: as les, as bi, as cis e trans/nb. Um lugar seguro e saudável pra todes nós.